Equipes da Dema identificam seis casos de maus-tratos a animais durante a nona fase da operação “Beethoven”

Com o intuito de combater crimes contra animais na capital, equipes da Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema), sob o comando do delegado Samir Freire, titular da unidade policial, deflagraram nos dias 10 e 11 deste mês, em pontos distintos da cidade, a nona fase da operação “Beethoven”, que teve como resultado a constatação de seis situações de maus-tratos.


De acordo a autoridade policial, a ação foi planejada após o recebimento de denúncias feitas no prédio da especializada. Freire ressaltou que os alvos da operação estão situados nas zonas Norte e Centro-Sul da cidade. Na ocasião, duas equipes foram formadas e seguiram para bairros distintos das específicas áreas.

“Temos recebido denúncias sobre a reincidência de maus-tratos a animais. Visando inibir esse tipo de crime e reduzir os índices de animais abandonados na capital, deflagramos mais essa etapa da operação “Beethoven”. Em um único imóvel, no Conjunto Francisca Mendes, bairro Cidade Nova, zona Norte, conseguimos resgatar três cães abandonados, que estavam sendo alimentados pela vizinhança”, declarou Samir.


Conforme o delegado, dentre os seis casos identificados pelas equipes da Dema, constavam situações de desnutrição, atropelamento, abandono, criação em local inadequado, casos graves de doenças parasitárias e animais acorrentados em locais precários. Voluntários de Organizações Não Governamentais (ONGs) deram suporte à ação, acolhendo os animais resgatados durante os trabalhos.

Samir Freire acrescentou que os responsáveis pelos animais foram identificados e deverão comparecer ao prédio da Dema para prestar esclarecimentos sobre as transgressões cometidas. Os infratores deverão assinar Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs) por crime de maus-tratos.

Etapas

A primeira fase da operação “Beethoven” ocorreu no dia 10 de março deste ano, quando foram identificadas duas situações de maus-tratos a animais domésticos na capital. Já na segunda operação, realizada no dia 24 daquele mesmo mês, foram encontrados quatro animais em moradias precárias e situações de maus-tratos.

A terceira etapa da operação aconteceu no dia 12 do mês de abril. Na ocasião foram identificadas quatro situações de negligência a animais domésticos na capital. Na quarta etapa da operação, deflagrada no dia 25 de abril, foram constatados sete casos de descuidos com animais. Durante a quinta etapa, deflagrada no dia 11 de maio, seis situações de maus-tratos foram identificadas.

A sexta etapa da operação foi desencadeada no dia 26 de maio. Na época foram identificadas quatro situações de descaso relacionadas a animais. A sétima etapa ocorreu dia 20 de junho, quando foi registrada uma situação de maus-tratos a um primata da espécie Cebus apella, popularmente conhecido como “macaco-prego”, que estava sendo mantido em condições precárias.

A penúltima etapa da operação foi desencadeada no dia 22 de junho. Na época foram identificadas, nas zonas Sul, Oeste e Norte da capital, três situações de descaso relacionadas a animais. 


Assessoria de Imprensa - Polícia Civil

Relacionados

AMAZONAS 5484724363250582693

Corredores do Poder

+ CORREDORES DO PODER

Instagram

WHATSAPP

WHATSAPP
item
Wordpress